ESPECIALIDADES |

ORTODONTIA

A Ortodontia é a especialidade responsável pela correção da mal oclusão dentária (mal posicionamento) e das anomalias esqueléticas moderadas dos maxilares. Esta especialidade não é ministrada em cursos de Graduação, portanto, os pacientes devem sempre procurar um Especialista (Pós-Graduado) para obter um tratamento de qualidade.

Ortodontia Preventiva (dos 6 meses aos 6 anos de idade)

O principal objetivo da prevenção é manter um bom desenvolvimento da oclusão (mordida) e impedir ao máximo a instalação de mal oclusão (mal posicionamento dentário). Para tanto, é necessário um constante acompanhamento do paciente, que deve iniciar quando bebê. Algumas orientações básicas, como o uso de mamadeiras e chupetas adequadas, são de fundamental importância no desenvolvimento dos ossos faciais e dentes, o qual é realizado com o profissional especializado.

Ortodontia Interceptora (6 e 12 anos de idade)

É realizada ainda na dentição de leite ou durante a dentição mista, entre 6 e 12 anos de idade (quando a dentição permanente substitui a de leite). São utilizados aparelhos removíveis e o objetivo é impedir a evolução da mal oclusão transformando-a em oclusão normal (mordida normal). Muitas vezes quando tratado nesta fase, o paciente reduz o tempo de utilização do aparelho fixo (ortodontia corretiva) ou não precisa fazer o uso.

Ortodontia Corretiva (10-12 anos de idade)

A ortodontia corretiva trata as más oclusões (mal posicionamento dentário). O tratamento geralmente inicia no final da dentição mista e começo da permanente (10-12 anos de idade), mas pode ser realizado em adultos e não tem restrições quanto a idade. Um correto posicionamento dentário melhora a saúde bucal e a distribuição de forças durante a mastigação, protegendo os dentes e suas raízes, o osso de suporte, o tecido gengival e a articulação têmpora-mandibular, além de obter uma melhora na estética dental e facial.

Adultos

Hoje é possível tratar todas as faixas etárias. Há pouco tempo era raro encontrarmos adultos fazendo uso de aparelho ortodôntico, atualmente a procura por uma melhora na saúde bucal e estética facial por parte dos adultos vem aumentando consideravelmente. As principais reclamações dos adultos eram a cor do aparelho metálico e o tempo de tratamento. Hoje, com a grande evolução dos materiais odontológicos, é possível atender essas exigências, utilizando aparelhos estéticos que podem ser de porcelana ou de safira, que são quase imperceptíveis e menos desconfortáveis.

Aparelho Dental Metálico

O aparelho metálico convencional ainda é a preferência dos adolescentes, que adoram poder escolher uma cor diferente de elásticos a cada consulta. Os aparelhos ortodônticos são as ferramentas com as quais o Ortodontista põe em prática o plano de tratamento elaborado. É muito importante lembrar que os aparelhos ortodônticos não trabalham sozinho. A maior parcela do sucesso do tratamento ortodôntico depende de um diagnóstico bem feito, de um plano de tratamento adequado, da formação do especialista e de sua experiência clínica, além da colaboração do paciente.

Aparelho Dental Estético

O aparelho dental transparente é o preferido pelos adultos! Seja de Porcelana ou Cristal de Safira, o aparelho estético transparente permite que você seja mais livre para sorrir. Além das vantagens estéticas, é mais confortável que o metálico, possui cantos mais arredondados, evitando a irritação nos lábios e bochechas. Quando de qualidade, não aumenta o tempo do tratamento, não descola facilmente, mantém sua cor translúcida por todo tratamento. Com a evolução deste modelo de aparelho, a adesão do adulto ao tratamento ortodôntico tem aumentado consideravelmente.

Dúvidas Frequentes

Por que meus dentes são tortos?

O problema genético é um dos principais fatores, mas não o único. Outros fatores podem levar ao tratamento ortodôntico, como respiração bucal, sucção prolongada de dedo ou chupeta, deglutição atípica e anomalias dentais e craniofaciais. Por que devo tratar com um especialista? O especialista em Ortodontia se limita somente a prática ortodôntica. Após o curso de Odontologia, se dedicou no mínimo mais três anos de estudo da Ortodontia. Está capacitado a interligar conceitos de física e biologia necessários para o sucesso do tratamento. Além disso, os especialistas estão sempre se atualizando por meio de Associações de Ortodontia nacionais e internacionais, inteirando-se das mais avançadas técnica disponíveis do mundo.

Quando devo procurar um ortodontista?

A época mais oportuna para se procurar um ortodontista é no começo da dentição mista (6 anos de idade), quando os dentes de leite são substituídos pelos permanentes. O clínico geral ou o odontopediatra (dentista responsável pelo tratamento em crianças) normalmente estão preparados para detectar alterações da normalidade e encaminhar ao especialista em Ortodontia para uma avaliação.

Quanto tempo terei que usar aparelho?

A previsão do tempo de tratamento não é exata, mas uma estimativa é dada ao paciente. São vários os fatores que influenciam no tempo de tratamento: tipo da mal oclusão, diversidade nas respostas biológicas, tipo de aparelho utilizado, mal oclusões graves, doença periodontal e pouca colaboração do paciente

É possível prevenir?

Sim. O principal objetivo da prevenção é manter um bom desenvolvimento da oclusão (mordida) e impedir ao máximo a instalação de mal oclusões. Para tanto, é necessário um constante acompanhamento do paciente, que deve iniciar com aproximadamente seis anos, no começo da dentição mista, quando os dentes de leite são substituídos pelos permanentes.

Quais os benefícios do tratamento além da estética?

A função principal do tratamento ortodôntico é estabelecer uma oclusão dentária ideal (mordida ideal), que é fundamental para a correta mastigação e, consequentemente, adequada nutrição e saúde bucal. Com o restabelecimento da oclusão, é possível evitar desgastes e até fraturas dentais, problemas mastigatórios, gástricos, respiratórios, na deglutição, na fala e na articulação têmpora-mandibular.

Vou sentir dor?

O tratamento ortodôntico, no início, causa um certo desconforto na fase de colocação do aparelho e cerca de 24 a 48 horas após os ajustes praticados pelo Ortodontista. Quando o tratamento é bem planejado e executado por profissional qualificado, não existem riscos maiores ao paciente, desde que este siga todas as instruções dadas, principalmente quanto ao aspecto de higiene bucal, pois os detritos podem causar problemas gengivais, periodontais, manchas brancas ou mesmo cáries dentárias.

Aparelho causa a doença cárie?

O aparelho propriamente dito não causa lesão de cárie. No entanto, a higiene bucal durante o tratamento é mais difícil em função da presença dos acessórios ortodônticos. Esta deve ser realizada de forma criteriosa, evitando a formação de placa bacteriana, responsável por cáries, descalcificações (manchas brancas que poderão marcar definitivamente o dente) e problemas periodontais (inflamação da gengiva e perda do tecido ósseo). Estes problemas podem aparecer independente do uso do aparelho ortodôntico. Por estes motivos, o paciente é orientado a realizar limpezas periódicas.

Para maiores informações ligue 54 3519 3332 ou acesse nosso chat online:

Atendimento OnLIne